Masculins / Strasbourg - OL

Memphis: "Muito orgulhoso em ser um jogador e o capitão do OL"

Published on 16 outubro 2020 at 1:34
Memphis : « Très fier d’être un joueur de l’OL et d’en être le capitaine »
A coletiva de Memphis, o capitão do OL, está disponível na íntegra no OL Play.

UM MERCADO COMPLICADO

"Estou muito orgulhoso em ser um jogador do OL e ser o capitão da equipe. Penso que muitas coisas não foram entendidas da melhor formas. Lemos muitas coisas faltas na imprensa durante o período de mercado. Estou aqui, alguns clubes se interessaram e se aproximaram do OL, mas nada aconteceu. Não foi uma janela habitual para todos, ela foi mais longa que o normal. Nos adaptamos, mas foi estranho e isso não me ajudou pessoalmente. Depois do início da temporada, joguei três jogos como titular e fiquei tres vezes no banco. Agora tudo isso é passado e insisto no presente. Gostaria de falar mais da equipe, pois não podemos esquecer o que aconteceu na Champions League da temporada passada. Houveram algumas saídas, mas vários jogadores continuaram. Sabemos que muitas pessoas falam bastante durante a janela. Segui em silêncio, pois era a melhor maneira de seguir concentrado. Quero falar da equipe".

 

A CABEÇA NO OL

"Como a minha lesão mostra, tenho uma filosofia de vida e penso que a vida já está escrita. Não posso decidir o futuro, só Deus pode fazer. Estou feliz, simples assim. Encontrei uma forma de paz depois do fim da janela. As pessoas se preocupam em saber se estarei comprometido, mas sim, estarei. Provei nos três jogos com a seleção da Holanda. A vida continua e eu luto a cada vez. O fato de que existem clubes interessados em mim me fazem crescer. Penso que posso ser um grande jogador e um melhor jogador no OL".

 

AS AMBIÇÕES DO CLUBE

"Contratamos bons jogadores. Vi boa parte do treino hoje, desejei as boas-vindas a todos. Vi a qualidade de Lucas Paquetá, é algo muito bom para a equipe. Temos que lembrar que essa equipe jogou uma semifinal de Champions League. Precisamos mostrar que evoluímos e que temos fome para conquistar outras coisas. Gosto de jogar para a multidão, de ser motivado pelo estádio. Os torcedores fazem falta. Sabemos agora que vamos jogar sem torcida e é horrível jogar sem eles. Temos que buscar motivação dentro da equipe. Tenho confiança nela, mesmo se o início de temporada foi ruim. Vamos nos recuperar".

 

O COMEÇO DA TEMPORADA

"Há algo evidente, não marcamos o suficiente. Devemos reencontrar a eficiência antes de tudo. Trabalhamos duro para isso. Temos que encontrar o caminho do gol e o jogo será mais fluído. É uma pena ter feito esse início de temporada. O time deve seguir unido para voltar a vencer. Não é mais uma desculpa ter uma equipe jovem. Até os jogadores de 20 ou 21 anos devem ter o seu papel. Temos que construir o resto da temporada a partir de domingo".

 

O SEU NÍVEL ATUAL

"Me sinto muito bem, realmente. Joguei por 90 minutos duas vezes com a Holanda. Estou 100% fisicamente. Cabe a mim reencontrar o meu nível através disso. Tive pouco tempo de jogo nos últimos jogos com o OL, mas trabalho duro. Os jogos com a seleção permitiram com que eu reencontrasse o ritmo".

 

UMA EQUIPE CHEIA DE TALENTO

"Temos muitos jogadores de talento. Estou contente por Aouar ter continuado, é um jogador extraordinário. É um prazer ver Rayan crescer. Ele é muito talentoso para a sua idade e segue evoluindo. Temos a capacidade para marcar gols. Dembélé é um artilheiro. Coletivamente somos uma boa equipe e temos uma boa equipe. Sabemos disso e agora temos que colocar isso em campo".

 

O SEU FUTURO

"Tenho muitas questões sobre o assunto. Não posso prever o futuro. Alguns clubes estão interessados e é o meu quarto ano no OL. Estou aproveitando isso, é um prazer para mim. Amo o clube, mesmo se alguns duvidam. Ficarei muito feliz de seguir aqui até o fim da temporada. E, se for para sair antes, é a vida. É o futebol, o capitão não é uma figura essencial na equipe. Julgem minha pessoa nos próximos jogos. O futuro é animador. Meu objetivo é fazer o OL chegar até a Champions League na próxima temporada e farei tudo para ajudar o máximo".

 

OS PÊNALTIS

"Parece ser fácil cobrar por estarmos perto do gol, mas erramos bastante se cobrarmos demias. Não vou entregar o meu segredo. Uma boa finalização e a concentração são importantes. Os últimos pênaltis que cobrei foram convertidos, então é algo positivo. Não mudei a minha técnica".

 

O FRANCÊS

"Fiz curso de francês, as aulas foram boas. Vocês não sabem se eu falo ou não e converso um pouco com a equipe. É um idioma muito bonito, que eu gosto bastante, mas é difícil de aprender. O holandês e o francês são dois mundos diferentes. O espanhol é mais próximo. Existem muitas palavras. Para mim, é realmente muito difícil de falar. Muita gente reclama disso".

 

 

 

 

OLPLAY2

 

 

 

 

Sobre o mesmo tema